faaace

A edição 48 do WGP Kickboxing, que acontece no próximo dia 24 de agosto, traz algumas curiosidades. Uma delas é a inversão de papéis envolvendo os protagonistas da noite. E tem uma explicação: o evento acontece em Buenos Aires e o argentino Nikolas Vega deixa para trás o posto de visitante em que se viu em outras aparições no WGP para se apresentar em casa e receber, diante de amigos e familiares, o campeão Paulo Tebar, que por sinal está acostumado a atuar em seus domínios. Com o único foco em destronar o brasileiro, Vega falou sobre isso ao site do WGP além da preparação nos momentos que antecedem o duelo, as expectativas, um possível futuro adversário, e claro, sobre o próprio Tebar.

Aos 27 anos, Nikolas Vega é natural de Buenos Aires e estará literalmente em casa no próximo dia 24. Com um cartel de 52 vitórias e apenas sete derrotas no currículo, Vega chega para a disputa de cinturão embalado após faturar o Challenger GP, na edição 41, ao vencer Wilson Djavan e Vitor Oristânio na mesma noite. Agora, diante de Paulo Tebar, tem mais um brasileiro pela frente na caminhada rumo ao cinturão. Ciente das dificuldades, ele exaltou a chance de se apresentar em casa. Isso, por sinal, é comum para seu adversário, que agora se verá na situação oposta e vai atuar pela primeira vez na Argentina.

“Me motiva muito lutar em meu país, não poderia ter situação melhor para isso. Eu não sinto nenhum tipo de pressão por ter a torcida a meu favor, pelo contrário,. Ter todas as pessoas que gosto torcendo ao vivo por mim com certeza gera muita motivação em todos os aspectos. Espero corresponder e fazer a felicidade de todos”, afirma Vega.

Além da chance de lutar em casa, Vega pode acabar com o reinado de um dos grandes nomes do WGP, já que Tebar é, ao lado de Guto Inocente, um dos únicos atletas a ter conquistado cinturão em duas categorias distintas do evento. Confira abaixo o bate-papo completo com Nikolas Vega.

Expectativas para luta
Acho que vai ser uma luta difícil, mas vamos conquistar a vitória e o título ficará em Buenos Aires. Estamos montando a estratégia e temos certeza que vai funcionar. Eu sinto que estou muito bem e pronto para ganhar. Para essa luta me preparei mais forte do que o habitual e fazendo um ótimo trabalho com meu técnico. Tenho certeza que vou dar um show no dia 24.

Preparação
Depois de ganhar o GP no ano passado, continuamos treinando forte e mantendo nosso foco no alvo. Nesse tempo fiz mais 5 lutas, todas internacionais. Isso é importante para manter o ritmo, até para aguentar uma luta de cinco rounds, e muito importante contra o Tebar. Acho que é uma grande oportunidade para demonstrar todo o trabalho que temos feito com a minha equipe e estou muito confiante.

Disputa de título
Tenho muito orgulho de representar o meu país em um grande evento como o WGP e continuar ajudando, de alguma forma, a abrir mais portas no esporte que amo.

Paulo Tebar
Tebar é um grande lutador, um atleta de elite e para mim é uma honra enfrentá-lo. Mas como eu penso em superá-lo vou preferir manter em segredo, eles terão que esperar até o dia 24 para ver. O que posso dizer é que Tebar é um grande atleta e vamos fazer de tudo para protagonizar uma grande luta.

Vitória de Kranio no WGP 47
Eu assisti ao último evento e acho que o Kranio levou a vitória do GP de forma tranquila até. E merecido também. Ele é forte e frontal, gostaria muito de enfrentá-lo na sequência, mas meu foco é total no Tebar no dia 24.