faaace

Uma das principais atrações da edição especial de número 50 do WGP Kickboxing não vai mais acontecer. A noite, que ainda conta com três disputas de cinturão na cidade de São Bernardo do Campo (SP), não marcará o duelo entre o campeão dos super-médios Diego Gaúcho e o desafiante Jonas Salsicha, como anunciado anteriormente. Devido a problemas médicos relacionados ao campeão, o confronto terá que ser remarcado para um futuro próximo, mantendo assim Jonas Julio na condição de desafiante número 1. Para substituir o duelo, a organização anunciou que Cesinha Almeida e o argentino Lucas Alsina farão uma luta pelo título dos cruzadores (até 85,1g), vago após Alex Pereira abrir mão do cinturão em virtude de seu contrato de campeão com o Glory.

Aos 32 anos, o paulista de Bragança Paulista Diego Gaúcho iria para sua quarta defesa de cinturão nos meio-médios. Depois de faturar o título destronando Thiago Michel na edição de número 30, ele ainda defendeu em três oportunidades. Primeiro bateu Fernando Nonato com um lindo nocaute na edição 37, depois veio o empate diante de Rodolfo Cavalo em uma verdadeira guerra no WGP 42, e por fim mais um duelo diante de Cavalo, dessa vez com vitória por nocaute no terceiro round, na edição 46.

Já Jonas Julio, conhecido pela alcunha de Salsicha, iria para seu quinto duelo no WGP. Aos 24 anos, cerca de oito anos mais novo que Gaúcho, ele é paulista da capital e está invicto no evento. Ele venceu seus quatro duelos no WGP, sendo três por decisão unânime e um por nocaute. Nas duas últimas lutas ele faturou o Challenger GP da categoria ao bater Patrick Furtado por nocaute e Alex Canguru, por unanimidade, na edição 46. Mesmo com a lesão de Gaúcho e retirada do luta do card, o atleta da TF Team se mantém como desafiante número 1 da categoria dos super-médios.