faaace

A contagem regressiva para a penúltima edição do WGP Kickboxing em 2018 está chegando na reta final. A edição 51, que acontece em Brasília, no próximo dia 24 de novembro chega com um card eletrizante. E um dos principais personagens dessa edição é o chileno Ivan Galaz, nome experiente do kickboxing sul-americano e ex-desafiante ao título dos pesados do WGP. Agora, Ivan desce para sua categoria ideal para ir em busca do Challenger GP dos cruzadores (até 85,1kg). O primeiro adversário é o brasiliense João Pedro Simão, enquanto que na outra semifinal os paranaenses Fábio Alberto e Maycon Silva se encaram. O WGP #51 conta ainda com a revanche entre a campeã Val Stanski e a desafiante Barbara Nepomuceno na luta principal da noite pelo título dos super-médios feminino (+70kg).

Ser um dos protagonistas de uma edição do WGP Kickboxing não é tanta novidade para chileno Ivan Galaz. O lutador de 33 anos, nascido e criado na capital Santiago e fã do lendário Ernesto Hoost, soma três participações no evento, com duelos contra nomes importantes como Felipe Micheletti, quando disputou o título dos pesados e foi derrotado por unanimidade, e Alex Pereira, campeão do Glory e ex-detentor do título dos cruzadores do WGP. Galaz ainda derrotou Richard Jacobi, na edição 40. Formado no boxe, ele falou sobre as expectativas para esse GP.

“Este ano tenho treinado muito e me preparado para o WGP e para a glória. Sinto que estou no meu melhor momento esportivo. Sem conta que é na categoria de 85kg que me sinto mais confortável, foi onde eu alcancei todas as minhas conquistas esportivas, então, sem dúvida, é a minha divisão e eu vou mostrar isso no dia 24. Em relação ao GP em si, eu acho que todos nós que pensamos em ser campeões do WGP treinam para verdadeiras guerras de até cinco rounds, então fazer duas lutas na mesma noite não é problema. Minha experiência será a chave para trazer este troféu do GP para casa”, afirma Galaz.

Com um total de 57 vitórias em 64 lutas disputadas profissionalmente, Galaz, de fato, exala experiência. Entre os títulos conquistados estão o Mundial de Kickboxing pela WKC e o Sul-Americano da modalidade no amador. No WGP #51, Galaz terá pela frente João Pedro Simão, e caso vença, encara o vencedor de Fábio Alberto e Maycon Silva e ele mostra conhecer um pouco sobre seu adversário e fala também sobre Cesinha Almeida, recém coroado campeão e que encara o vencedor do GP pelo título da categoria.

“Não conheço muito do meu primeiro rival, mas se que vem do caratê e, portanto, deve ser um adversário forte. Me preparo muito forte independente do meu rival, todos merecem respeito. Na outra semifinal são dois lutadores muito fortes um é mais boxer, o outro mais joelhos, acho que a oportunidade é boa para qualquer um. Mas se for para escolher dou minha preferência para o Maycon Silva”, garante Galaz para completa sobre o atual campeão da divisão. “Cesinha é um grande atleta, um campeão muito forte e com muita experiência. Ele mereceu esse título. Eu vou lutar o GP e espero ter a chance de enfrentá-lo, já imagino essa luta como uma verdadeira guerra”, finaliza.