faaace

Evento acontece no dia 27 de outubro, em São Bernardo do Campo (SP) e coloca cinturões dos leves, meio-médios e cruzadores em disputa; Bruno Gazani, Robson Minotinho e Cesar Almeida encabeçam card

O mês de outubro promete ficar marcado na história do WGP Kickboxing. O maior evento do esporte na América Latina chega a marca de 50 edições realizadas com um show para lá de especial no próximo dia 27 de outubro, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Para isso a organização tratou de montar um card estelar, com três disputas de título. Na luta principal Bruno Gazani, campeão dos meio-médios (até 71,8kg), põe cinturão em jogo contra Robson Minotinho. Nos leves (até 60kg) Hector Santiago também defende seu título diante de Diego Piovesan, vencedor do último Challenger GP. Já pelos cruzadores (até 85,1kg) Cesinha Almeida e o argentino Lucas Alsina disputam o título vago após Alex Pereira abrir mão do cinturão em virtude de seu contrato de campeão do Glory Kickboxing, maior evento da modalidade no mundo. O card conta ainda com um grande duelo entre Marcelo Dionísio e Anderson Buzika pelos meio-médios e terá transmissão ao vivo do Canal Combate, Bandsports e Fox Sports.

“É com muita alegria que chegamos na marca de 50 edições realizadas. Só quem conhece o WGP de perto sabe o quanto batalhamos para poder proporcionar grandes shows para os atletas e fãs de kickboxing. Olhar para trás e ver tudo que já fizemos até chegar nessa 50ª edição é muito satisfatório. E para festejar essa marca nada melhor do que um evento recheado de estrelas e com títulos em jogo. Tenho certeza que São Bernardo vai parar e vamos ter uma noite para ficar na história do WGP”, afirma Paulinho Zorello, diretor-executivo do WGP Kickboxing.

Três títulos em jogo em marca histórica para o evento
A marca de 50 shows já realizados é simbólico para o WGP. Para isso nada melhor que colocar em jogo três cinturões de três das categorias mais disputadas do evento. Pelos meio-médios, Bruno Gazani vai para sua primeira defesa de título após conquistar o cinturão da categoria. Aos 32 anos e com um histórico de 14 lutas realizadas no WGP e apenas duas derrotas, ele é, sem dúvida, a principal atração do show, até por atuar em São Bernardo, cidade onde mora e treina. O desafiante Robson Minotinho também chega motivado por cinco vitórias consecutivas no WGP, sendo as três últimas por nocaute. Natural de Jeremoabo, na Bahia, e radicado em São Bernardo, ele conquistou a condição de desafiante após vencer o Challenger GP da categoria na edição 44.

No co-main event da noite, o campeão dos leves Hector Santiago defende seu cinturão pela terceira vez, após conquistá-lo na edição 36, diante de Bruno Cerutti. Aos 25 anos, Hector defende também um retrospecto invicto no WGP em oito lutas disputadas. Na carreira o atleta de São Bernardo soma apenas três derrotas. Do outro lado estará Diego Piovesan, lutador da União ABC, mesma equipe de Gazani. Aos 27 anos ele conquistou a oportunidade após vencer o Challenger GP na edição 48, realizada em Buenos Aires no último mês de agosto. Piovesan também defende uma invencibilidade de seis lutas no WGP.

Na outra disputa de cinturão da noite, Cesinha Almeida e Lucas Alsina se encaram pelo titulo vago dos cruzadores (até 85,1kg) após Alex Pereira abrir mão do título em razão do seu contrato de campeão do Glory. Com 16 lutas realizadas só no WGP, sendo 12 vitórias, Cesar Almeida estará em praticamente em casa no evento. Já seu oponente, o argentino Lucas Alsina, soma 50% de aproveitamento em quatro lutas disputadas no evento, porém sempre lutando na divisão dos pesados e encarando pedreiras como nada mais nada menos que Guto Inocente e Ariel Machado, considerados dois dos melhores kickboxers peso por peso do país. O argentino fará sua segunda luta em sua nova categoria, já lutando pelo cinturão. O evento conta ainda com seis duelos no card principal, com destaque para o embate para lá de especial entre Marcelo Dionisio e Anderson Buzika, pelos meio-médios.