Campeão dos meio-médios bate Damian Segovia e ainda leva título pan-americano, enquanto Facu Suarez vence Leo Corrales e faz história; Andrea Salazar fatura Challenger GP

Conforme o esperado, a noite desta sexta-feira, dia 2 de agosto, entrou para a história do WGP Kickboxing. A edição 56 agitou a província de General Rodríguez, na grande Buenos Aires, com um card espetacular. Na luta principal Bruno Gazani bateu Damian Segovia em uma batalha muito equilibrada, manteve o cinturão dos meio-médios e de quebra ainda faturou o cinturão pan-americano WAKO, que pertencia ao argentino. Na co-luta, pelos leves, mais um campeão coroado, e dessa vez inédito. Facu Suarez encarou o compatriota Leo Corrales e levou a melhor por decisão dividida para se garantir como o primeiro campeão estrangeiro da história do WGP. Pelos leves feminino, Andrea Salazar venceu Diana Solano e Diana Moraes para faturar o título do Challenger GP e se garantir na rota do cinturão. Outro destaque da noite foi o brasileiro Jordan Kranio, que bateu o argentino Nikolas Vega.

O combate principal do WGP 56 colocou em jogo dois cinturões, e era claro que tanto Bruno Gazani quanto Damian Segovia não iam vender barato seus respectivos títulos. E isso fez com que o combate ficasse muito tenso e bastante desenvolvido no clinch. Muito apoiado pela torcida, Segovia tentava surpreender o campeão do WGP com golpes frontais e bons chutes, enquanto Gazani ia pra cima e buscava a trocação, sempre evitando o clinch do argentino. Ao fim dos cinco rounds os títulos pan-americano WAKO e dos meio-médios do WGP ficaram com o brasileiro, por decisão dividida em um duelo claramente decidido nos detalhes.

O co-main event da noite estava cercado expectativa justamente por definir o primeiro campeão estrangeiro da história do WGP. Leo Corrales e Facu Suarez fizeram jus às expectativas e protagonizaram uma verdadeira batalha diante de uma torcida animada. Depois de cinco rounds muito intensos, com grande momentos para ambos os lados os juízes decidiram pela vitória de Facu por decisão dividida. O argentino é o novo campeão dos leves e agora espera pelo fim do período de afastamento de Diego Piovesan para unificar o título no fim do ano ou se manter como o único detentor do cinturão. 

Andrea Salazar conquista GP e Jordan Kranio bate Nikolas Vega

No Challenger GP dos leves feminino a chapa também esquentou. E mais uma vez um Brasil e Argentina decidiu um título na noite. Enquanto a carioca Diana Leoa avançou à final ao atropelar a anfitriã Fiorella Cardozo, a experiente argentina Andrea Salazar também não teve problemas para vencer a colombiana Diana Solano por unanimidade. Na grande final valeu a experiência de Salazar. Apesar de ter se desgastado mais na semifinal, a argentina impôs um ritmo forte e dominou a brasileira para vencer por decisão unânime e garantir o posto de desafiante da categoria. Resta saber se ela vai enfrentar novamente a campeã linear Nina Loch ou a interina Julie Werner. Ela já encarou ambas no ringue do WGP.

A special fight entre o brasileiro Jordan Kranio e o argentino Nikolas Vega marcou o encontro entre os últimos dois desafiantes dos super-leves. E dentro do ringue o que se viu foi um predomínio verde amarelo, que culminou com a vitória por decisão unânime para Kranio. As superfights do WGP 56 pegaram fogo. E o destaque foi o argentino Nicolas Jara. Ele encarou o equatoriano César Paredes e atropelou com um nocaute avassalador no primeiro round após três knockdowns. No combate entre um dos nomes mais carimbados do WGP, Felipe Artillero, e o estreante Gulliver Alcaraz, melhor para o argentino que debutou com o pé direito. 

Denis Souza e Guilherme Monteiro fizeram um duelo tupiniquim na Argentina. Depois de três rounds muito movimentados melhor para Denis, vencedor por decisão dividida. Já Aaron Canarte e Diego Tonson abriram a noite do card principal com um embate equilibrado, vencido por Canarte na decisão dividida após bela virada. Nos duelos do Undercard destaque para as vitórias de Héber Gaspar e Matias Groppa sobre Marcos Ríos e Lucas Alsina, respectivamente. Maxi Dagata, Enéas Fernandez Federico Gentiluomo e Miguel Campora foram os outros vencedores da noite. 

WGP 56 – Resultados oficiais

Bruno Gazani venceu Damian Segovia por decisão dividida

Facu Suarez venceu Léo Corrales por decisão dividida

Andrea Salazar venceu Diana ‘Leoa’ Moraes por decisão unânime

Jordan Kranio venceu Nikolas Vega por decisão unânime

Andrea Salazar venceu Diana Solano por decisão unânime

Diana ‘Leoa’ Moraes venceu Fiorella Cardozo por nocaute no primeiro round

WGP Super Fights Card

Gulliver Alcaraz venceu Felipe Artillero por decisão unânime

Nicolas Jara venceu Cesar Paredes por nocaute no primeiro round

Denis Souza Jr. venceu Guilherme Monteiro por decisão dividida

Aaron Cañarte venceu Diego Tonson por decisão dividida

WGP Undercard

Lucas Alsina venceu Matias Groppa por decisão unânime

 Marcos ‘Wasabi’ Ríos venceu Heber Gaspar por nocaute no primeiro round

Miguel Campora venceu Nicolás Sanchez por decisão unânime

Federico Gentiluomo venceu Facundo Medina por decisão unânime

Maxi Dagata venceu Daniel Rosseto por decisão dividida

Eneas Fernandez venceu Ignácio El Fino por decisão dividida