WGP 56 acontece no dia 2 de agosto na região metropolitana de Buenos Aires e tem brasileiro Bruno Gazani e argentino Damian Segovia na luta principal da noite; Leo Corrales e Facu Suarez disputam título interino

O WGP Kickboxing já tem data marcada para retornar à Argentina. Depois de duas edições realizadas no país, a organização desembarca dessa vez em General Rodriguez, na região metropolitana da grande Buenos Aires, no dia 2 de agosto, com um card que promete entrar para a história do evento. No duelo principal da noite, o campeão dos meio-médios (até 71,8kg) do WGP, Bruno Gazani, enfrenta o campeão pan-americano pela WAKO PRO, Damian Segovia, em uma luta que vale a unificação dos dois cinturões e promete abalar as estruturas da capital argentina. E não para por aí. Na co-luta principal os argentinos Léo Corrales e Facu Suarez lutam pelo título interino dos leves (até 60kg) do WGP, já que o campeão linear Diego Piovesan não teve tempo hábil para se preparar após se recuperar de uma lesão em sua última luta no evento, ainda no ano passado. Outro duelo já confirmado é entre os dois últimos desafiantes dos super-leves (até 64,5kg): o brasileiro Jordan Kranio e o argentino Nikolas Vega. O evento conta com transmissão ao vivo do Canal Combate e Fox Sports.

“Desde a primeira vez que desembarcamos na Argentina sabíamos que estávamos chegando para ficar. O WGP sempre teve um público muito forte na América Latina e os argentinos são boa parte desse processo, tanto com atletas muito fortes quanto com um público apaixonado pelo kickboxing. Tenho certeza que esse evento vai ficar marcado na nossa história. Ter Gazani e Segovia colocando seus títulos em jogo, uma disputa 100% argentina entre Leo e Facu e um embate sensacional como Kranio e Vega, é a certeza que vamos ter uma noite daquelas”, afirma Paulinho Zorello, diretor-executivo do WGP Kickboxing.

O duelo principal do WGP 56 promete pegar fogo. Aos 33 anos, Bruno Gazani vai para sua terceira defesa de cinturão no evento. Depois de ganhar o título diante de Marcelo Dionisio, ele manteve a conquista em duas batalhas épicas. Primeiro diante de Robson Minotinho, em outubro de 2018, em uma das lutas que para muitos foi a melhor da história do evento. Depois diante de Petros Cabelinho, em abril deste ano. Gazani soma 16 duelos só no WGP, com apenas dois reveses. Agora, diante de Segovia ele tenta não só manter o título do evento como ganhar também o cinturão pan-americano válido pela WAKO PRO, que pertencente ao argentino. Segovia o conquistou na edição 48, a segunda e última na Argentina, quando bateu o compatriota Sebastian Martino por decisão unânime. Aos 32 anos, o lutador soma cinco participações no WGP com quatro triunfos e apenas uma derrota.

A co-luta da noite coloca frente a frente dois anfitriões. Leo Corrales, vencedor do último title shot da categoria dos leves e Facu Suarez, que vem em ótima fase e substitui o campeão linear Diego Piovesan. O brasileiro conquistou o título na edição 50, em outubro de 2018, mas sofreu uma lesão na ocasião e só conseguiu recuperar há pouco tempo, retornando aos treinamentos aos poucos. E como a luta já estava agendada, a organização decidiu abrir o título interino devido ao tempo curto que Diego teria para se preparar, levando em conta também a dificuldade no corte de peso do paulista. E o duelo entre os argentinos promete muito. Aos 23 anos, Leo chegou chutando a porta no WGP e após atuações impressionantes em três triunfos seguidos conseguiu o posto de desafiante da categoria. Já seu adversário Facu, aos 30 anos, terá uma nova chance. Ele disputou o título diante do então campeão Hector Santiago na edição 46 e acabou derrotado. O argentino soma sete participações no evento e vem de dois triunfos consecutivos.

O WGP 56 conta ainda com um embate daqueles para aquecer em grande estilo as lutas pelo cinturão. O brasileiro Jordan Kranio e o argentino Nikolas Vega se encaram pela divisão dos super-leves com uma peculiaridade. Eles foram os protagonistas das últimas três disputas de título da categoria. Kranio encarou duas vezes o campeão Paulo Tebar. Na primeira, na edição 41, o duelo terminou empatado. Na segunda, em abril deste ano, no WGP 53, Tebar levou a melhor por decisão unânime. Já Vega encarou o brasileiro na edição 48, em Buenos Aires. Em um duelo muito disputado ele acabou levando a pior por decisão majoritária. Quem vencer o embate no WGP 56 se coloca no topo da categoria de novo, mas não luta pelo cinturão direto, já que Tebar deve encarar Tomas Chacal, vencedor do último Challenger GP, em seu próximo desafio.

WGP 56: Bruno Gazani vs Damian Segovia
Data: 02/08
Local: General Rodriguez, Buenos Aires – Argentina
Hora: 19h30 (Undercard) / 22h00 (Super Fights) / 23h30 (Main Card)
Ingressos: www.ticketek.com.ar

WGP 56 Main Card
Main Event: WGP Title Bout / Pan-American Title Bout
Peso Meio-Médio (71,8kg)
Bruno Gazani (União ABC – BRA) vs Damian Segovia (Segovia Competición – ARG)

Co-Main Event: WGP Interim Title Bout
Peso Leve (60kg)
Leo Corrales (Corrales Kick Center – ARG) vs Facu Suarez (Picante Fight Club – ARG)

Special Fight
Peso Super-Leve (64,5kg)
Jordan Kranio (Teixeira Team – BRA) vs Nikolas Vega (Dojo Serpiente – ARG)

O WGP Kickboxing irá divulgar o restante do card em breve. Acompanhe nas redes sociais Facebook.com/wgpkickboxing e instagram.com/wgpkickboxing ou no site www.wgpkickboxing.com.br